A caminhada é uma atividade física democrática, que proporciona benefícios para quem quer levar uma vida mais saudável. Considerando que a pessoa não tenha limitações de mobilidade que a impeça de desenvolver o exercício, reservar um tempo no começo ou no fim do dia pode ajudar na prevenção de osteoporose, doenças cardíacas e distúrbio do sono. Auxilia ainda na manutenção do peso, fundamental para prevenção de doenças associadas à renal crônica.

Para o paciente renal, a caminhada também é uma ótima opção de exercício, pois além de todos os benefícios já citados, há uma melhora em sua qualidade de vida, disposição e saúde física e mental, refletindo diretamente na efetividade de seu tratamento dialítico. Neste caso, é importante salientar a importância de o paciente ter a percepção da intensidade de seu esforço físico e poder mensurá-lo por meio da Escala de Borg (partindo de 0 para nenhum cansaço, 5 para cansaço moderado e 10 para cansaço muito intenso), que pode auxiliá-lo a definir o tempo ideal da caminhada.

Mas, é sempre importante consultar o médico antes de iniciar as atividades, a fim de sanar as dúvidas e saber quais são suas limitações. Ainda mais agora com o tempo seco, saber os horários corretos, manter a hidratação e a alimentação adequada são fundamentais. No caso do renal, o ideal é também pedir orientações para a equipe de fisioterapia da clínica, que está sempre disposta a auxiliar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *